08 setembro 2009

Coisas que não se explica...



"Você sabe, eu não mentiria pra você. Basta que me veja e olhe em meus olhos para não ter dúvida: esse sentimento que surgiu - sem pedir licenças ao meu coração - é verdadeiro. Não mentiria pra você, mas também não tenho o direito de te dizer o que penso agora. Venha cá, chegue perto, me olhe e veja você mesmo, está tudo escrito nesses meus olhos castanhos. A vida é assim, prega peças comigo. Ao mesmo tempo em que me presenteia, ela me apunhala. Não colabore com esse lado negro dela, não fuja outra vez. Permaneça aqui. O que é verdadeiro e natural, não pode ser destruído assim. Tens meu carinho, minha amizade, meu querer bem. Não são motivos bons o suficiente pra te fazer mudar de idéia? E o meu querer é um querer TÃO bem, tão intenso... que você não faz idéia do que isso seria capaz. Caso prefira partir, irei entender; afinal, sempre te entendo tão bem. Só quero que saiba que me fará sofrer, sentirei falta de cada detalhe teu (que são só teus) e ficarei, no mesmo cantinho de sempre, na esperança de que o acaso volte a pisar em meus pés."

Por Fernanda.





Um comentário:

Lilian disse...

Inexplicavelmente lindo !